5 Formas Naturais de Tratar as Manchas na Pele

O calor do sol pode ser agradável, mas pode estar causando estragos em sua pele. Um dos sintomas mais visíveis e mais comuns dos danos causados ​​pelo sol à sua pele são as manchas de sol. Também conhecidas como lentigo solar ou manchas senis, as manchas solares na pele não só fazem você parecer mais velho do que você realmente é, mas também podem ser sinais de perigo de câncer e riscos à saúde relacionados aos danos causados ​​pelos raios UV.

Em um estudo publicado na revista médica Clinical, Cosmetic and Investigational Dermatology, os pesquisadores monitoraram 298 mulheres.  Eles descobriram que, mesmo se você levar em conta outros fatores como estresse, dieta e uso de tabaco, os raios ultravioleta do sol ainda são responsáveis ​​por aproximadamente 80% dos sinais visíveis de envelhecimento em sua pele.

Em outro estudo sobre gêmeos com genes idênticos, o gêmeo que obteve mais exposição ao sol foi percebido como sendo mais de 11 anos mais velho que seu gêmeo da mesma idade.

Se você deseja restaurar sua beleza natural e melhorar seu bem-estar e sua saúde, aproveite os próximos minutos para entender as manchas solares, além de formas naturais de proteger sua pele e curar os danos à pele relacionados aos raios UV.

O que são as manchas de sol?

Uma mancha solar ou mancha de idade ocorre devido à produção natural de pigmento em sua pele, quando sua pele é exposta ao sol. No entanto, semelhante à cicatrização de sua pele quando ela é cortada, o pigmento começa a se acumular em áreas de sua pele que foram feridas devido ao aumento da exposição ao sol e danos causados ​​pelo sol.

Com o tempo, isso pode criar manchas marcadamente mais escuras e descoloração na superfície da pele. Como pode levar algum tempo para que essa pigmentação ocorra, as manchas solares são mais comumente vistas em homens e mulheres com 55 anos ou mais, embora as pessoas mais jovens possam experimentar manchas solares se a pele estiver danificada o suficiente.

Sinais e Sintomas dos Pontos de Sol

Existem várias formas de manchas na pele, incluindo manchas solares, que você pode notar em seu corpo, cada uma com aparência, forma e cor distintas.

Lentiges

Os lentigos são o que a maioria das pessoas se refere quando falam sobre manchas solares, manchas da idade. Eles são maiores do que sardas e variam em cores, desde castanho-escuro – quase preto, até mesmo – até o bronzeado claro. Manchas vermelhas na pele ou manchas brancas na pele não são verdadeiras manchas solares. Eles tendem a ter uma forma irregular que não é um círculo perfeito, e você os notará em pessoas de todos os tipos diferentes de pele.

Sardas

As sardas são manchas que escurecem ao sol durante os meses mais ensolarados do verão e tendem a desaparecer ou mesmo desaparecer no inverno. Embora as sardas não sejam perigosas em si mesmas, elas ainda podem ser um sinal de maior risco de câncer de pele. Você provavelmente terá sardas hoje se tiver sardas quando criança, mas não o contrário.

Melasma

Melasma geralmente aparece em mulheres na faixa dos 20 ou 30 anos. São manchas irregulares de pele mais escura na testa ou em outras áreas da pele causadas por desequilíbrios hormonais. Eles podem ser agravados pela exposição ao sol excessivo.

Independentemente do tipo de manchas na pele que você tem, o único sintoma é o aparecimento de manchas em sua pele que são mais escuras do que o resto da pele. Essas manchas não causam dor nem coceira.

Causas e Fatores de Risco

Enquanto pessoas de todas as idades, gêneros, estilos de vida e origens correm risco de desenvolver manchas solares em sua pele, existem vários fatores de risco específicos que podem aumentar suas chances de desenvolver descoloração relacionada ao sol em seu rosto, mãos e outras áreas do corpo. :

Pessoas com pele clara são mais suscetíveis a danos da pele relacionados ao sol. Quanto mais escura a sua pele, mais melanina (pigmento da pele) você tem, o que ajuda a bloquear alguns dos raios ultravioleta que poderiam danificar a pele.

Você corre um risco maior de ter manchas de sol e de ver outros sinais de danos à pele relacionados a UV quando tiver 50 anos ou mais.  Isso porque quanto mais você envelhece, mais suscetível está a sua pele a estressar e danificar. Por exemplo, sua pele começa a diminuir e perder sua elasticidade; os vasos sangüíneos que transportam sangue e nutrientes para a superfície da pele se tornam mais frágeis; e a camada de gordura sob a pele se dilui, o que aumenta o risco de lesões na pele.

As pessoas que gostam de passatempos que os expõem aos raios UV provavelmente verão mais pontos de sol e danos causados ​​pelo sol do que aqueles que não o fazem. E, embora você possa pensar imediatamente em esportes ao ar livre, como caminhadas, práticas internas como bronzeamento artificial também podem expor sua pele aos danos causados ​​pelos raios UV.

Se você toma medicamentos prescritos ou de venda livre, alguns dos ingredientes ativos em medicamentos comuns podem aumentar a sensibilidade da pele ao sol, deixando-o mais propenso a danos causados ​​pelo sol.  Exemplos comuns incluem alguns medicamentos de alergia, analgésicos e tratamentos para acne. Mesmo os produtos que supostamente melhoram a aparência da sua pele e reduzem os sinais de danos na pele podem aumentar os riscos de manchas solares. Por exemplo, alguns tratamentos antienvelhecimento para a pele contêm ácido alfa hidroxi (AHA), um ingrediente comum anti-rugas. Mas em estudos da Food and Drug Administration dos EUA, pessoas que usaram cremes AHA viram sua pele ficar 18% mais sensível ao sol.

Seu sistema imunológico é um componente chave no processo para curar feridas e danos não apenas em seu corpo, mas também em sua pele.  Na verdade, existem células imunológicas específicas na própria pele que reagem à exposição à luz solar. Entretanto, se seu sistema imunológico está fraco ou comprometido, ou se você está sofrendo de uma doença crônica que está constantemente sobrecarregando e exaurindo sua resposta imunológica, sua pele é menos capaz de resistir e reparar os danos superficiais que podem causar a criação. de manchas solares, linhas finas, rugas e outros sinais de envelhecimento.

Diagnóstico

Você pode diagnosticar rapidamente a aparência de manchas solares nos braços, manchas solares nas costas ou manchas solares em outras áreas da pele, examinando visualmente a pele.  Se você não tiver certeza ou estiver confuso com o que percebeu na superfície da sua pele, fale com seu médico ou um dermatologista. Um profissional de saúde pode rapidamente dar-lhe confiança na saúde da sua pele, e ele também pode fazer testes adicionais, incluindo, mas não se limitando a uma biópsia da pele, para descartar outros riscos à saúde da pele, como câncer de pele.

As manchas solares são um sinal de câncer?

Pontos solares verdadeiros, ou manchas da idade, como definido acima, não são sinais de câncer de pele ou qualquer condição de saúde grave. No entanto, você deve fazer revisões regulares de sua pele para observar algo diferente de manchas solares: moles.

Se você notar novos sinais, ou moles existentes que começam a crescer ou mudar sua forma ou cor, fale com o seu médico. Pintas com texturas moles na pele podem ser um sinal de melanoma e outras formas de câncer de pele, e você deve consultar um profissional se sua família tem um histórico de câncer de pele ou se você tem 40 ou mais.

Outro tipo de mudança de pele que você vai querer observar é a ceratose solar, também conhecida como queratose actínica. Ao contrário das manchas solares, que são manchas suaves e mais escuras na sua pele, a ceratose solar é clara, vermelha, rosa ou manchas bronzeadas que parecem escamosas ou ásperas ao toque. Estas não são uma forma de câncer de pele, mas podem ser um trampolim para o câncer de pele.

Se você tiver alguma dúvida sobre sinais ou sintomas de câncer de pele, ou se estiver tendo dificuldades para distinguir entre manchas solares inofensivas e alterações cutâneas mais arriscadas, fale sempre com um médico ou dermatologista para obter uma opinião especializada.

Enquanto manchas solares no rosto são sinais benignos de danos à pele relacionados à exposição ao sol, a exposição constante ao sol aumenta os riscos de câncer de pele. O rosto é uma área comum onde os sintomas do câncer de pele aparecem, porque a pele do seu rosto é muitas vezes a mais exposta ao sol durante toda a sua vida.

Segundo a Academia Americana de Dermatologia, existem vários sinais de câncer de pele em seu rosto que você vai querer saber mais:

Uma nova pinta, ou uma pinta que parece diferente de outras ou está começando a mudar sua forma, cor ou tamanho.
Um crescimento em sua pele que forma uma cúpula.
Escamas de pele escamosa e seca.

A academia observa que às vezes outras irregularidades na pele do rosto podem ser sinais de câncer de pele. A academia recomenda que você consulte um dermatologista imediatamente se notar algo na pele do seu rosto que:

Alterar
Sangramentos
Coça
Aparece diferente de marcas semelhantes em sua pele
Tratamento Convencional

 


Como você se livra das manchas solares?

Se você vir um dermatologista sobre seus pontos de sol, ele ou ela pode recomendar vários tratamentos convencionais que variam em seu custo, invasividade e tempo necessário para enfraquecer suas manchas de sol.  Lembre-se de que as manchas do sol desaparecerão lentamente por conta própria ao longo do tempo, por isso, se você recorrer a tratamentos convencionais ou maneiras naturais de ajudar a tratar manchas solares, você decide.

Cremes e loções

Você pode encontrar muitos produtos de clareamento da pele sem prescrição médica em lojas de cosméticos ou drogarias, mas a Academia Americana de Dermatologia recomenda cremes ou loções de prescrição do seu dermatologista para a opção mais segura e rápida.

Cremes e loções sem receita médica podem usar esfoliação química ou física para soltar as células da superfície da pele e revelar células da pele menos danificadas por baixo. Alguns cremes e loções também podem conter ingredientes que alegam que podem clarear a cor da sua pele. Ingredientes de exemplo em muitos produtos de cuidados da pele de clareamento da pele mainstream incluem hidroquinona, vitamina C, niacinamida, extrato de alcaçuz e amora.

Quando usados ​​consistentemente, esses produtos podem começar a mostrar resultados em poucos meses, mas a eficácia exata varia dependendo dos ingredientes ativos, da concentração deles no produto e do conteúdo do produto.

Procedimentos na pele

Você tem várias opções através de um dermatologista quando se trata de procedimentos para a remoção de manchas solares. Tratamentos a laser zap sua pele para remover manchas de sol em um ou dois tratamentos a laser. A crioterapia é outra recomendação dermatológica comum, durante a qual ele ou ela congela as manchas do sol para que elas caiam.

Finalmente, microdermabrasion ou peelings químicos ajudam a remover a camada superficial de sua pele. De acordo com a academia, a microdermoabrasão pode levar até 16 semanas, e 40% dos pacientes vêem suas manchas desaparecerem. Enquanto isso, a academia relata que 47% das pessoas que usam peelings químicos vêem suas manchas da idade diminuírem em até 50%.

5 maneiras naturais para ajudar a tratar manchas de sol

Como você se livra de manchas solares naturalmente?

Se você preferir evitar o custo e a invasão de uma visita à mesa do dermatologista para remover suas manchas de sol, você tem várias opções naturais e orgânicas para clarear e clarear os defeitos da pele. Essas abordagens naturais podem nutrir sua pele, restaurar seu brilho e ajudar a voltar as mãos do tempo.

Esfoliação

A esfoliação regular ajuda a eliminar as células da pele danificadas da superfície da pele, descoloradas ou escuras, ajudando a desbotar e eliminar manchas solares. A esfoliação regular também ajuda a estimular a pele a produzir células da pele mais novas e rejuvenescidas.

Você pode comprar esfoliantes e escovas para a sua pele na farmácia, ou você pode fazer seus próprios uniformes em casa usando açúcar. De acordo com a Universidade Estadual de Michigan, usar o açúcar como uma ferramenta de esfoliação natural tem um efeito antienvelhecimento na pele, ajudando a clarear a descoloração da pele, retardando o processo de envelhecimento, liberando toxinas e dando ao seu rosto um brilho renovado. 

Para uma rápida esfoliação com açúcar, misture 1 xícara de açúcar granulado orgânico com 1/2 xícara de óleo de coco e massageie em sua pele. Depois enxaguar bem.

Hidratar regularmente

Para evitar manchas de pele seca, hidrate a pele regularmente e sempre após a esfoliação.  Isso ajuda a nutrir a pele e ajuda a pele a curar qualquer dano existente na pele. Além disso, manchas de pele seca são mais propensas a danos e parecem menos saudáveis.  Mantendo a sua pele hidratada, mantém a superfície da sua pele firme, saudável e brilhante, e melhora a sua aparência jovem à medida que desvanece as manchas solares.

A Michigan State University recomenda hidratar a pele com óleo de coco. Os ácidos graxos do óleo de coco não ajudam apenas a hidratar a pele, mas também aumentam a rapidez com que a pele se cura. O óleo de coco também contém vitamina E, que pode ajudar a reparar manchas solares porque a vitamina E ajuda a curar a pele, reduz os danos da pele, diminui os sinais de envelhecimento prematuro e protege a pele. 

Comer uma dieta anti-envelhecimento da pele

“Deixe a comida ser o seu remédio”, recomendou Hipócrates, o pai da medicina moderna. E ele estava em algo. Certos alimentos contêm compostos específicos à base de plantas, antioxidantes e nutrientes que ajudam a reparar os sinais de danos na pele, além de proteger contra futuros danos à pele que podem manter as manchas do sol recorrentes ou escuras.

De acordo com a pesquisa publicada na revista médica Dermatoendocrinology, existem vários nutrientes essenciais que você deseja incluir em suas refeições diárias para ajudar a curar a pele, enfraquecer e diminuir os sinais de danos à pele e proteger sua pele dos efeitos do envelhecimento do sol:

Vitamina C, que pode ajudar a sua pele a filtrar os raios UV e a reparar as células da sua pele. Segundo o estudo, a vitamina C tem sido usada para ajudar no tratamento do câncer de pele. O Instituto Linus Pauling relata que algumas das melhores fontes de vitamina C em sua alimentação incluem frutas cítricas, tomates, pimentos doces e brócolis.

Vitamina E, que ajuda a reparar os danos causados ​​pelos raios UV. De acordo com o estudo, as deficiências de vitamina E podem levar ao aumento dos problemas de pigmentação da pele, secura da pele e outros problemas de pele. E pesquisadores da Universidade Estadual do Oregon dizem que a vitamina E pode até reduzir as rugas. Alguns dos melhores alimentos ricos em vitamina E incluem sementes de girassol, amêndoas e abacate.

Vitamina A. O estudo relata que ajuda com a fotoproteção, o que significa que protege contra danos à pele relacionados à exposição solar. O estudo observa que pode até mesmo proteger-se contra queimaduras solares. Vegetais amarelos, vermelhos e alaranjados são ricos em carotenóides, que seu corpo converte em vitamina A.

Aplicar vitaminas topicamente

Não só você deve comer vitaminas e nutrientes anti-envelhecimento, reparadores da pele, mas você também pode querer considerar aplicá-los topicamente à sua pele. Quando usados ​​na superfície da pele, esses antioxidantes podem ajudar a reduzir os radicais livres que causam danos e descoloração na pele, além de proteger contra danos futuros.

Um exemplo comum é a vitamina C. Em um ensaio clínico de 12 semanas, usar um produto de vitamina C contendo 10% de vitamina C reduziu as rugas e ajudou a uniformizar a cor da pele e o tom da pele.  Mais não é necessariamente melhor, pois os efeitos benéficos da pele parecem aumentar quando as concentrações de vitamina C atingem 20%.

A vitamina A também demonstrou ser eficaz na redução de sinais de danos na pele e envelhecimento da pele. 

Você pode encontrar soros e cremes naturais para cuidados com a pele, como extratos cítricos, que contêm vitamina C e vitamina A.

Mantenha-se hidratado com chá verde

A água compõe 64 por cento da sua pele, é por isso que a Universidade de Wisconsin diz que se manter hidratado e beber muitos líquidos é uma parte essencial de manter sua pele saudável, brilhante e com aparência jovem. 

Beba pelo menos oito copos de líquidos por dia. Mas o que você bebe é tão importante quanto quanto você bebe.

Um estudo com 16 participantes saudáveis, publicado no British Journal of Nutrition, descobriu que beber duas xícaras de chá verde todos os dias ajudava a reduzir a vermelhidão e a inflamação causadas pela exposição ao sol, com os pesquisadores observando que o chá verde pode prevenir a longo prazo danos na pele.

Enquanto isso, pesquisadores da Universidade da Geórgia chamam os polifenóis do chá verde de “fonte da juventude para as células da pele” e observam que o chá verde pode ajudar a rejuvenescer as células da pele danificadas.

Prevenção

Se você quiser evitar manchas solares, a American Skin Association  recomenda várias estratégias-chave para manter sua aparência impecável.

Evite as piores horas do sol

O potencial prejudicial do sol não é o mesmo durante todo o dia. Se puder, tente evitar ir ao ar livre ou estar perto das janelas durante as 10h e as 16h. Durante estas horas, os raios do sol atingem o seu máximo vigor e causam mais danos na sua pele.

Use protetor solar adequado

De acordo com um novo estudo publicado no Jornal da Academia Americana de Dermatologia, os pesquisadores monitoraram como 2.187 pessoas usaram protetor solar ao longo de mais de quatro dias.  Eles descobriram que apenas 33% das pessoas aplicavam protetor solar adequadamente.

O protetor solar evita manchas solares de duas maneiras: refletirá ou dispersará os raios prejudiciais que causam manchas solares, ou entrará em contato com a pele para proteger contra danos à pele relacionados aos raios UV.

A American Skin Association recomenda a escolha de um produto classificado como fator de proteção solar (FPS) de pelo menos 15 (FPS 15). Para proteger verdadeiramente a sua pele, tem de a aplicar a toda a sua pele exposta, pelo menos, 30 minutos antes de estar exposto ao sol e deve seguir todas as diretrizes indicadas quando se trata de reaplicação.

Precauções

Há mais pessoas diagnosticadas com câncer de pele anualmente do que qualquer outro tipo de câncer combinado.

Embora as manchas de sol sejam simplesmente uma questão estética, elas significam que sua pele ficou danificada pelo sol. Tome precauções para evitar manchas solares e danos à pele relacionados ao sol, e use essas pequenas manchas como um sinal de alerta para cuidar e nutrir a saúde da sua pele.

Pontos-chave sobre as manchas de sol

Manchas de sol são sinais de danos na pele causados ​​pelos raios ultravioletas do sol.

As manchas solares são pequenas manchas escuras na sua pele.

Se eles mudam de forma, aparecem em relevo ou vermelho, ou começam a crescer em tamanho, eles podem ser outra forma de dano à pele ou até mesmo câncer de pele.

5 maneiras naturais para melhorar os pontos de sol

Esfolie a pele regularmente para estimular o crescimento de novas células da pele e livrar-se das células da pele mais escuras e danificadas, ajudando assim a diminuir e a diminuir as manchas solares.

Hidrate sua pele regularmente. A pele bem hidratada parece mais saudável e firme, e é mais resistente para suportar danos à pele.
Coma uma dieta rica em vitamina C, vitamina E e vitamina E. Isso fornece ao organismo antioxidantes e nutrientes para reparar os danos à pele. 

Soros tópicos ou cremes contendo vitamina C ou vitamina A podem ajudar a eliminar os sinais de envelhecimento e danos em sua pele, incluindo descolorações no tom da pele.

Beber chá verde não ajuda apenas a hidratar a pele, mas seus polifenóis também podem rejuvenescer as células da pele danificadas.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Josh Axe
Please follow and like us:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *